Previna-se contra o diabetes

Quando o pâncreas não consegue produzir insulina suficiente ou esta não atua corretamente no organismo, os índices de glicose – açúcar no sangue – aumentam, e como consequência, ocorre o diabetes.

No caso do diabetes tipo 1, algumas pessoas nascem com uma pré-disposição genética para desenvolver a doença. Já no diabetes tipo 2, acontecem duas coisas: a resistência à insulina e a diminuição de sua secreção. Para este caso, geralmente o tratamento é com medicamentos orais ou injetáveis. Cerca de 90% das pessoas com diabetes chegam a ter o diabetes tipo 2.

As grávidas também devem se cuidar. Na gestação pode ocorrer um aumento da resistência à insulina, elevando também os níveis de glicose no sangue e, muitas vezes, persistindo após o parto.

Há também o diabetes decorrente de defeitos genéticos combinados com outras doenças ou uso de medicamentos.

Fique de olho nos sintomas:

Diabetes tipo 1:

  • vontade de urinar diversas vezes;
  • fome frequente;
  • sede constante;
  • perda de peso;
  • fraqueza;
  • fadiga;
  • nervosismo;
  • mudanças de humor;
  • náusea e vômito.

Diabetes tipo 2:

  • infecções frequentes;
  • alteração visual (visão embaçada);
  • dificuldade na cicatrização de feridas;
  • formigamento nos pés e furúnculos.

Em todos os casos, o melhor remédio é sempre a prevenção com hábitos saudáveis, uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos regularmente. Mas, ao sentir os sintomas acima, procure um médico para seu melhor tratamento.